Sunday, July 9, 2006

I

frases que leio, rasuro e rasgo
tentativas que ninguém entende

não me atrevo a parar
escrevo palavras-queda onde ninguém é neutro

apetece-te ler vazios?

II

frases feitas que não me salvam
devo falar?

é de flores secas que se fazem ausências
tropeçam dum céu aos pedaços
sobre um bolso de papoilas onde os
pássaros fazem ninho

há tanto de sono no cheiro daquela manta


Maria Sousa


Image Hosted by ImageShack.us

2 comments:

ana luisa said...

ninguém nos salva, mas as palavras podem durar, florescer no vazio, bordar mantas e construir ninhos para nos abrigar. gostei muito, Maria!

lebredoarrozal said...

obrigada:)