Monday, November 19, 2007

Dormes na minha insónia como o aroma entre os tendões
da madeira fria.
És uma faca cravada na minha
vida secreta.




Herberto Hélder


Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

8 comments:

menina limão said...

ó cristo. vou roubar, fingir que é para mim.

(...)

marta (doavesso) said...

esta é daquelas frases...
tu sabes.
é impossível não pronunciá-la de cor.
um beijo lebre querida.

Putty Cat said...

Vida secreta. Definitivamente, sim!

Desde que não rodem a faca...

Cometa 2000 said...

muito iluminado.

o post tem cheiro e sente-se...

ana c. said...

herberto helder sempre em volta dos nossos passos, mesmo os mais secretos.

lebredoarrozal said...

:)
esta frase é uma das "minhas frases"

nuno said...

estas palavras, assim como toda a carta da paixão, são TODAS as palavras.

Anonymous said...

Leiam até ao fim, especialmente quem tem filhos, sobrinhos, etc.

Infelizmente é este o nosso mundo...Olá a todos,Na Quarta-feira dia 31 de Outubro, véspera de feriado, vim deixar os meus dois filhos do meio (tenho 4 filhos), de 5 e 4 anos, a casa por volta das 18.30 com a minha empregada que estava em casa com a mais pequena e voltei a sair para ir tratar de uns assuntos pessoais. Eram mais ou menos umas 19.00, quando recebo uma chamada de casa, no meu telemóvel; era a minha empregada a perguntar-me se eu tinha pedido a alguém para vir buscar os meus filhos de 4 e 5anos, eu fiquei um bocado confusa na altura, e disse-lhe que não mas porquê, ela respondeu-me que estava um homem no intercomunicador do prédio a dizer que vinha buscar os meus filhos e que tinha mesmo dito o nome deles, comecei a ficar cada vez mais assustada e disse-lhe para lhe perguntar quem era ele e quem o tinha mandado, ao que ele respondeu dizendo que era o João Pereira e que tinha sido a D.Marta (eu) que lhe tinha dito para vir buscar os meninos; ela ia-me contando tudo mas com o intercomunicador desligado, para ele não perceber e eu pedi-lhe para ela lhe perguntar para onde ele queria ir, porque estava na esperança que ele se tivesse enganado no andar e que por muita coincidência houvesse alguém com o mesmo nome que eu e com duas crianças com os mesmos nomes que os meus filhos, mas a minha empregada percebeu que era para lhe perguntar para onde ele ia com as crianças e quando ela fez essa pergunta, quem estava al¡ em baixo, não respondeu mais, e ela ouviu um barulho que possivelmente era a porta da entrada a bater (talvez de alguém que tinha saído).Claro que fui directa à esquadra mais próxima de casa, onde me disseram que não podiam fazer nada, nem tirar impressões digitais, nem sequer apresentar queixa porque, uma tentativa de rapto, não é considerado um crime e que a responsabilidade é toda dos pais, etc etc etc....
Basicamente além de me ter assustado, ainda mais dizendo que estes casos são mais comuns do que se pensa, perguntaram-me a que Jardins públicos eu ía, ao que respondi ao Jardim da estrela e ao jardim da parada em campo de Ourique, e o Polí­cia disse-me que existem pedófilos referenciados nestes Jardins e que ele próprio já tinha visto um homem a tirar fotografias a crianças que não lhe eram nada!!!!!!!!!!!!!!
Enfim isto para dizer que o perigo é bem mais real do que aquilo que eu, pelo menos, imaginava! E é por isto que mando este mail com esta história inacreditável
que se passou comigo e que como é óbvio me deixou bastante assustada e muito preocupada.Fomos aconselhados a ir directamente à polí­cia Judiciária e é o que vamos fazer amanhã, fora isto não há muito mais a fazer a não ser espalhar esta história pelo máximo numero de pessoas possí­vel, 1º para estarmos todos com muita atenção, porque pelos vistos isto não se passa só nos filmes, e depois porque tenho esperança que alguém já tenha ouvido um caso parecido e me possa dizer alguma coisa, ou ajudar de alguma maneira!Peço por isso que espalhem este mail por todos os vossos conhecidos e amigos e que se alguém souber de alguma coisa, que me responda para o meu email marta.lino@sapo.pt
Obrigada,
Marta Lino