Monday, August 25, 2008

Debruça-te para o interior do meu vazio. Nenhum rosto, nenhum pensamento, nenhum gesto inútil. Nenhum desejo - porque o desejo precisa de um rosto. E no lugar daquele que partiu acende-se a noite.



Al Berto



Photobucket

5 comments:

le temps des cerises said...

pressente-se a morte.

Nani said...

o desejo precisa [imperitivamente] de um rosto.

nils said...

Continua a ter um dos blogues mais bonitos e que mais me dizem da blogosfera. Obrigado.

casa de passe said...

Nós achamos que o desejo precisa de não ter rosto. De contrário qualquer pequena coisa (nem que seja uma borbulhita) leva-o.

casa de passe said...

Nós somos:

NiNi + LouLou
(sem o João, sem a Alice e sem o avô do João)