Wednesday, December 10, 2008

entre a saliva e os sonhos há sempre
uma ferida de que não conseguimos
regressar

e uma noite a vida
começa a doer muito
e os espelhos donde as almas partiram
agarram-nos pelos ombros e murmuram
como são terríveis os olhos do amor
quando acordam vazios





Alice Vieira




Photobucket

5 comments:

indigente andrajoso said...

as tuas mulheres são todas bonitas...

lebredoarrozal said...

obrigada, eu sei:)

margarete said...

:) esta, da série, é mesmo a minha preferida

(nunca tinhas usado esta, pois não?)

lebredoarrozal said...

não, nunca.também é uma das que gosto mais.

menina limão said...

subscrevo: desta série é a minha preferida, se bem que aquela de ar muito triste sentada à beira da cama...oh e aquela que olha para cima de cabelo aos caracóis...gosto de todas, pronto! =)

mas esta, por outro lado, é uma das melhores encenações debaixo de um chuveiro.