Sunday, March 2, 2008

com a garganta cheia de sombras
(sítios que antes sublinhavam a tua ausência)

quero dizer-te que a voz é um juntar de perdas
quando neste lado da fala não há janelas para o silêncio

fica um arrepio de insónia a escrever vazios



Maria Sousa



Photobucket

4 comments:

nuno said...

muito bonito, lebre e este final...
fica um arrepio de insónia a escrever vazios

lebredoarrozal said...

obrigada:)

indigo des urtigues said...

bonito mesmo:)

Sinto esse arrepio que fica...

alex said...

excelente, lebre.