Monday, December 3, 2007

É na penumbra que os animais aprendem a olhar-se.
Os olhos seguindo o vento de dentro
a vertigem da esquina depois da pele.
Deixo o peito descalço para que me ceifem às cegas.
Na penumbra aprende-se o peso luminoso dos dias.




Catarina Nunes de Almeida



Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

3 comments:

ana c. said...

pois, os poemas da Catarina mereceram bem o prémio que tiveram. gosto muito.

Anonymous said...

eu também me chamo alice. e também gosto do teu blog. e de änais nin.

lebredoarrozal said...

eu gosto mto da poesia dela:)


olá alice:)